5 min read

Comendo rã pela primeira vez

Um bolinho memorável

8
Sabia que agora você pode ouvir o conteúdo do Gordirce? Pois é, agora dá para escutar os artigos porque o blog é parceiro do  Vooozer, uma plataforma de áudio criada para dar voz a internet. Basta clicar no play, ouvir e depois me conta o que você achou desse novo recurso nos comentários.  😉 


Foi-se  o tempo que rãs eram iguarias apenas encontradas em restaurantes franceses. Tempo desses, nessas idas e vindas ao supermercado, eu estava olhando a  seção de congelados e me deparo com uma carne incomum no cotidiano do brasileiro. Encontrei um estoque de rã que nenhum francês colocaria defeito. Eram filés, coxinhas e até a rã inteira em caixas da marca Ranac, empresa nacional especializada em processar carne de rã. No mesmo instante bateu aquela curiosidade de provar, afinal era algo que eu nunca tinha pensado em achar nos supermercados de Manaus. A curiosidade não deu asas ao meu bolso, pois rã é uma carne relativamente cara, onde um bandejinha de coxas custava na faixa de R$ 40 (se não me falhe a memória) e a única coisa que consegui comprar foi o bolinho de rã que saiu por um pouco mais de R$ 17,00.

A marca Ranac é a empresa que processa carne de rã no Brasil (foto: Dirce Quintino)

A praticidade também foi uma das coisas que me levou a escolher o tal bolinho. Pelo fato de ser um bolinho empanado no qual você tem só o trabalho de fritar, a carne da rã já vem temperada com alguns ingredientes como farinha de trigo, sal, margarina, azeite e especiarias. De certa forma, isso é uma coisa boa a ser levada em consideração, já que era uma carne que eu nunca tinha provado antes e se de repente eu tivesse comprado o filé ou outra peça, poderia ter temperado com alguns ingredientes que não combinassem tão bem com ela.

Apesar de muitos torcerem o nariz quando se fala de carne de rã, é importante saber que mesmo sendo uma opção esquisita para os nossos padrões culinários, ela é considerada uma carne com alto valor nutricional, porque tem pouca gordura, é rica em vitaminas e sais minerais e possui alta digestibilidade. Ou seja, pra quem anda com problemas alimentares e não consegue processar tão bem a carne vermelha e quer variar um pouco o peixe e frango, a carne de rã pode ser uma opção bem interessante.

A caixinha veio com 13 bolinhos que eu deixei em temperatura ambiente por cerca de 10 minutos antes de fritar. A aparência é semelhante com qualquer bolinho de peixe, mas o cheiro é bem mais suave. Na hora de fritar usei o óleo de soja mesmo e fritei os bolinhos quando o óleo estava bem quente.

O preparo e degustação

Deixei-os fritando até que ficassem dourados, depois eu retirei e eles ficaram descansando em cima do papel toalha para retirar o excesso de óleo. Logo após, foi a hora tão esperada de de comê-los. Como já falei antes, a aparência é bem semelhante ao peixe, mas o cheiro é bem suave. O sabor é um misto de peixe e frango, mas é algo muito mais sutil e leve, o que faz com que ela ganhe um sabor único…de rã. Sei que é uma definição meio idiota, mas é que se fosse algo que eu tivesse comendo às cegas, com certeza eu lembraria de frango e peixe, mas saberia também que não seria nenhum dos dois.

De fato é realmente uma carne que você digere super fácil, pois levando em conta que comi bolinhos fritos em óleo à noite depois das 20h e bebendo cerveja para acompanhar, não me senti pesada depois de comê-los, coisa que com certeza eu ficaria depois de comer qualquer fritura à noite.

Definitivamente é algo que eu comeria novamente se o preço fosse mais amigo, mas talvez a rã entre na categoria de comidas especiais que você se dá ao luxo de comer ao menos 1 vez por ano. Quem sabe num futuro próximo eu me atreva a preparar o filé ao meu gosto e a rã ganhe uma receitinha  no meu canal.


OI! JÁ QUE VOCÊ TERMINOU DE LER ESSE POST, SHANTAY, YOU STAY E SIGA O BLOG AQUI TAMBÉM:
FACEBOOK   INSTAGRAM    YOUTUBE    GOOGLE   SNAPCHAT   PERISCOPE

Feed
Translate »