4 min read

Comendo (sem ir à falência) no Arraial do CSU

0

Por mais que se tenha atualmente maior número de eventos gastronômicos em Manaus, nenhum deles consegue ter tanto envolvimento popular quanto o tradicional Arraial do CSU. Nas redes sociais os boatos, piadas e cobranças correram solto sobre a realização do evento que completa 35 anos este ano e somente no final de julho houve a confirmação de que ele aconteceria. Eu estive lá na semana passada e consegui comer e repetir alguns pratos que comi no ano passado, porque quando a comida é boa, a gente faz questão de repetir.

Repetindo a dose

Já sabendo pelos meus informantes que a batata em espiral estava de volta e continuava disputada, decidi começar por lá a comilança. O preço continua o mesmo, R$ 5,00, e a demora pra ficar pronta também, mas essa demora vale a pena, porque ela vem fresquinha e crocante.  Há duas barracas que vendem a batata em espiral, mas a que eu comi foi da Spiro Papa, a mesma que comi ano passado, que fica próxima à quadra onde está a roda gigante.

Barraca da Spiro Papa

Batata em espiral da Spiro Papa

Outro lugar que visitei novamente foi a barraca da Dilene’s Buffet. Agora vendido por R$ 18,00 (ano passado era R$ 15,00), o prato completo alimenta tranquilamente 2 pessoas (eu dividi) com as porções de arroz, pirarucu de casaca, vatapá, farofa, maionese e uma massa. Vem muita comida, não tem como não ser feliz com essa fartura.

Ah se toda comida de feira fosse assim...

Ah se toda comida de feira fosse assim…

Comendo coisas diferentes, mas já conhecidas

Mesmo com o calor infernal que está fazendo em Manaus resolvi tomar tacacá assim mesmo. Pra você que não sabe o que é tacacá, é uma espécie de sopa que leva goma de tapioca, camarão, tucupi e jambu, uma erva que dá uma sensação de ardência quando é mordida e daí meio que você começa a suar instantaneamente. No arraial eu comi na barraca do Tacacá do Pará, onde a menor cuia (mas muito bem servida) era vendida por R$ 10,00. Já tinha ouvido falar que o tacacá do Pará era meio adocicado e consegui perceber isso nitidamente quando provei. É tão gostoso quanto a versão que eu já conhecia não doce e valeu a pena comer, só quase não terminei a cuia, então se você for é legal rachar com alguém.

Tacacá do Pará

Tacacá do Pará

Já estava meio derrotada de tanto comer, mas ainda reservei um espaço no meu estômago para os tacos mexicanos que vendem em uma barraca fixa do CSU, que também vende burritos. Experimentei o taco de carne desfiada e estava bem gostoso com uma massa leve e crocante. Custou R$ 7,00 e vale a pena voltar pra comer mais do que a barraca tem e que funciona de quinta à domingo de 17h às 22h.

Tacos com recheio de carne desfiada

Se você quiser experimentar o que o Arraial do CSU oferece, ainda dá tempo. O evento termina dia 23 de agosto e tem muita comida típica, bem servida e com preços acessíveis de verdade. Vá sem medo.

P.S.: Ao todo eu gastei R$ 31,00 (rachei o prato de comida com um amiga) e saí rolando de lá por causa do pecado da gula.


OI! JÁ QUE VOCÊ TERMINOU DE LER ESSE POST, SHANTAY, YOU STAY E SIGA O BLOG AQUI TAMBÉM:

FACEBOOK   INSTAGRAM    YOUTUBE    GOOGLE   SNAPCHAT   PERISCOPE  TSU

Feed
Translate »