4 min read

Comida de Guerrilha: almoço na Manaus Moderna

3

As opções gastronômicas tem aumentado gradativamente em Manaus. É possível ver esse crescimento através de eventos especializados e restaurantes novos que pipocam diariamente em marcações no instagram, localizados em sua maioria em área nobre na cidade. Se esses lugares terão vida longa, só o tempo vai dizer, mas quem já está firme nesse segmento são as comidas de feiras que estão em locais mais populares, como é o caso da Manaus Moderna. Situada em frente a zona portuária da cidade, a feira da Manaus Moderna fica bem próxima ao queridinho mercado Adolpho Lisboa, que foi reformado há quase 2 anos e que recentemente apareceu até no Masterchef Brasil.

maomoderna

Apesar de não ser tão  “clean” como o Adolpho, a Manaus Moderna consegue atrair visitantes do mesmo jeito, pois é possível encontrar peixes, carnes, frutas e verduras com preços mais interessantes para quem quer poupar um pouco na hora da feira. No meio de tanta diversidade é claro que não podia faltar também os boxes que vendem refeições e foi por lá que resolvi comer, no front, desafiando as possibilidades de retrocesso estomacal, já que segundo essa reportagem é até perigoso comer por lá.

maomoderna02

A zona do perigo

As refeições são vendidas em três áreas da feira. Na área coberta, onde são vendidos os peixes, há alguns stands que vendem refeições, mas a maior parte de opções está do lado de fora da feira. No corredor ao lado da feira há um corredor que dá acesso ao porto, há alguns boxes que vendem churrasquinho e muito peixe assado, conforme mostra a foto abaixo.

maomoderna03

Minha escolha foi em outra área que fica de frente para a rua, porque lá tinha algumas mesas disponíveis e eu poderia ficar de frente para a rua vendo a paisagem, que é meio zoada, pois concentra um grande número de pessoas se esbarrando apressadas, alguns pedintes e turistas.

manausmoderna
O cardápio é praticamente igual em todos os boxes: peixe frito ou cozido, sopa ou carne cozida.  Optei pelo clássico tambaqui frito, pois como já comi muito em peixarias mais bem abastadas da cidade, teria um parâmetro para comparar.Pela foto pode dar a impressão é uma pedaço pequeno de peixe, mas nunca se deixe levar pelas fotos de comida. Esse pedaço foi o suficiente para me deixar super satisfeita. O acompanhamento foi um generoso prato de feijão e arroz, vinagrete tímido, um pedaço de limão e farinha À VONTADE. Tudo isso por apenas R$ 10,00. Para beber, pedi um suco de maracujá que custou R$ 3,00 na barraca de salgados ao lado.

Costela de tambaqui frito com feijão, arroz e "vinagrete". Costela de tambaqui frito com feijão, arroz e “vinagrete”.

O sabor era bem caseiro, o que pra mim é uma vantagem. Feijão com caldo grosso e arroz frito com aquela cara de que você já comeu na sua casa, gosto simples  mas que consegue agradar. Já o vinagrete podia ser melhor ou até mesmo dispensável. O peixe estava bom e não fica devendo a nenhuma peixaria maior da cidade.

Voltaria a comer lá? Sem dúvidas, mas dessa vez em um lugar menos exposto à rua, se é que isso é possível…hahaha. Brincadeiras à parte, foi uma boa experiência e recomendo que todo morador ou pessoa que está de passagem pela cidade passe por lá e conheça esse lugar tão peculiar da gastronomia de Manaus, onde tantos cheiros, sabores e histórias se misturam.


OI! JÁ QUE VOCÊ TERMINOU DE LER ESSE POST, SHANTAY, YOU STAY E SIGA O BLOG AQUI TAMBÉM:

FACEBOOK   INSTAGRAM    YOUTUBE    GOOGLE   SNAPCHAT   PERISCOPE  TSU

Feed
Translate »