Delirium Café: o paraíso dos cervejeiros

0

Quando desembarquei na Bélgica vim com uma missão: comer muito até passar mal e, principalmente, experimentar todas as cervejas que eu salivava beber enquanto estava em Manaus. Acompanhada pelo Daniel, meu amigo belga que mais parece um brasileiro, fomos bater no meu tão sonhado bar: o Delirium Café da Bruxelas.

A frente do bar é bem simples, aqueles que nunca viram o bar por fotos, talvez não perceberiam que estavam diante do paraíso. Entrei e a minha primeira impressão foi: “Ok, é um barzinho, bem simples, nem parece que tem mais de 2 mil marcas de cervejas”. Engano meu, meus caros. O coração do bar fica localizado no subsolo, você tem que descer uma escada para finalmente se sentir, literalmente, no paraíso. A pessoa que vos escreve parecia uma criança diante tantas cervejas. E sim, são mais de 2 mil tipos de cerva. É tanta breja que você não sabe o que escolher. Sente a emoção com o vídeo abaixo:

Happy Birthday Délirium Village! from Delirium TV on Vimeo.

Um dos atrativos, com certeza, são os preços. Enquanto eu estava na terrinha (Manaus), tinha que desembolsar no mínimo, R$ 26 reais para saborear uma cerveja de qualidade, na Bélgica os preços são acessíveis a todos os bolsos. Como eu sou uma pobre mochileira com o orçamento apertadíssimo, limitei-me a experimentar (leia-se: beber até esquecer quem eu era) dois tipos de cervejas: a Barbe Noire e (claro!) já que estava na terra e no bar da Delirium, me dei ao luxo de ficar bêbada com a Delirium, situação que seria impossível de acontecer se estivesse em Manaus, pois uma Delirium de 355 ml é vendida entre 30 a 34 reais.

delirium_cafe_1__4

A primeira breja que eu experimentei no bar foi a Barbe Noire. Como eu sou apaixonada por cervejas de alta fermentação, amargas e de cor escura, pedi ajuda aos garçons lindos que sugeriram essa delicinha e não me arrependi. Conforme o garçom que me serviu, a Barbe Noire tem o estilo Stout e teor alcoólico de 9%. Ela pertence a uma série de quatro cervejas. O nome da série “Bar” refere-se a uma famosa cervejaria chamada Barbe d’O, da época medieval na parte antiga da cidade de Liège (Bélgica) e pertencia à família “de Romsée”, cujo brasão adorna o logotipo das cervejas da série bar. Então, se você gosta de cervejas amargas como eu, certamente não se arrependerá de pedir essa maravilha e pagar apenas 3 euros nessa iguaria.

delirium_cafe_8__3

Dessa vez, deixei a muquiranice de lado e enchi a cara com a Delirium Nocturnum. Vibrei a cada gole. A Nocturnum é uma excelente Belgian Dark Strong Ale, produzida a partir de cinco maltes e três tipos de leveduras, triplamente fermentada – sendo que sua última fermentação ocorre na própria garrafa. Por apresentar a combinação de sabores e aroma com notas de café e chocolate, essa maravilha belga pode enganar os iniciantes brejeiros, pois é quase imperceptível a presença de álcool. Mas não se engane, o seu teor alcoólico é de 9,5%, ou seja, não faça como eu metendo o pé na jaca bebendo 5 unidades dela.

delirium

Essa foi a única foto que sobrou depois que meu celular foi roubado

 

Tudo o que você leu sobre o bar é verdade. Ele faz jus à sua fama. E acredite, o paraíso dos brejeiros existe e se chama Delirium Café.

Texto por Dayana Daide


OI! JÁ QUE VOCÊ TERMINOU DE LER ESSE POST, SHANTAY, YOU STAY E SIGA O BLOG AQUI TAMBÉM:

FACEBOOK   INSTAGRAM    YOUTUBE    GOOGLE   SNAPCHAT   PERISCOPE  TSU

Feed
Translate »