4 min read

Redes sociais promovem intercâmbio cultural através de refeições

2

Costumo pensar que independente de quantos bons restaurantes um local possa oferecer, a comida feita em casa ainda é mais satisfatória, especialmente para quem gosta de cozinhar de verdade. Aliar essa experiência com viagens e conhecer pessoas é ainda mais legal e é justamente essa a proposta de algumas redes sociais que promovem por meio da economia compartilhada um intercâmbio cultural envolvendo novos sabores, conheça algumas delas:

eatwith

Eat With

O Eat With é um dos poucos que funcionam no Brasil, mais especificamente nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Para participar como anfitrião, o usuário precisa preencher uma série de requisitos que comprovem que você realmente tem know-how para oferecer um jantar. Um deles é enviar um vídeo ou fotos  que mostre você cozinhando, os pratos que já fez e o lugar onde será o jantar/almoço. Além disso, o anfitrião precisa informar quantas pessoas pode receber, como é a vizinhança, sua inspiração para cozinhar e outras perguntas que passam por uma aprovação do site. Se o seu perfil for aprovado, pode apresentar uma  proposta que poderá entrar para a lista de eventos do site e quem tiver interesse em comer da sua comida, poderá comprar ingressos do seu evento que costumam variar entre 30 a 50 dólares.

volues

O Voulez Vous Diner funciona em cidades como Paris, Nova York, Barcelona, Tokyo, Londres e outras. Se de repente você estiver passeando por uma dessas cidades, é bom checar o site para ver o que pode estar te esperando. Os valores das refeições variam entre 28 a 68 euros por convidado.

Side Tour

Side Tour

O Side Tour é um pouco parecido com o site nacional Bliive, onde o usuário se cadastra para ensinar gratuitamente alguma habilidade para outra pessoa. Apesar de não focar tanto em refeições, o Side Tour tem algumas atividades promovidas relacionadas à gastronomia como um passeio por um mercado acompanhado de um guia local ou até mesmo um curso com técnicas de preparo de chocolate. Por enquanto, o site só oferece experiências em cidades dos Estados Unidos e, ao contrário do Bliive, as experiências são pagas.

feastly
O Feastly trabalha com um sistema de busca onde o usuário pode colocar a cidade, valor e data de interesse, mas apesar disso há poucas ofertas de refeições em outros lugares além de cidades norte-americanas. Segundo os criadores, Noah Karesh e Danny Harris, a proposta do Feastly é democratizar o jantar e permitir que os usuários encontrem refeições exclusivas criadas por cozinheiros incríveis de todo o mundo.

Meal Sharing

Meal Sharing

O Meal Sharing também funciona no Brasil e, olha só, até em Manaus. Lá você pode buscar por tipo de refeição (brunch, jantar, culinária clássica) e se aventurar. É possível também solicitar à um dos hosts um jantar e sugerir data, bem como a quantidade de pessoas que gostaria de levar.


OI! JÁ QUE VOCÊ TERMINOU DE LER ESSE POST, SHANTAY, YOU STAY E SIGA O BLOG AQUI TAMBÉM:

FACEBOOK   INSTAGRAM    YOUTUBE    GOOGLE   SNAPCHAT   PERISCOPE  TSU

Feed
Translate »