Conhecendo a Amazônia através dos temperos de Dona Brazi

0 Lançamento do livro Dona Brazi, em novembro de 2013. ( Foto: Divulgação)

“Dona Brazi é mais do que uma simples cozinheira. É uma defensora  da cultura, a mantenedora de uma sabedoria difundida por gerações que corre o risco  de desaparecer  se não for protegida. Proteger, importante  lembrar, não é simplesmente catalogar: é dar vida.”

As palavras tecidas pelo renomado chef Alex Atala no prefácio do livro Dona Brazi – Cozinha tradicional amazônica, de Maria da Paz Trefaut, publicado em novembro de 2013 pela Editora Bei, lembraram-me uma situação ocorrida na faculdade, onde tínhamos que escolher  um tema para ser abordado em um possível artigo acadêmico. Uma amiga minha, Yasmin, optou por escrever sobre como a culinária amazônica era desconhecida pelos jovens manauenses, tendo em vista que a cidade estava dominada por temakerias e afins, e que provavelmente daqui a  alguns anos, a nossa identidade gastronômica corria o risco de ser perdida. Achei bem interessante a escolha da minha amiga e me dei conta que apesar de adorar peixe, eu praticamente desconheço boa parte dos pratos regionais. Sim, eu sinto vergonha disso.

Passado alguns anos desde o episódio, me deparo com o livro sobre Dona Brazi e, vejam só, acho que com ele podemos iniciar uma compensação para que não deixemos nossa identidade ser trocada por uns rolinhos primaveras encharcados de óleo. Josefa Antônia Gonçalves de Andrade, conhecida popularmente como Dona Brazi, nasceu em São Gabriel da Cachoeira, município a 852 km de distância de Manaus. Cozinheira que encantou Atala com seus pratos típicos e famosa por utilizar formigas saúvas em alguns deles, Dona Brazi nos é apresentada através do texto da jornalista Maria da Paz Trefaut e fotos de Rogério Assis, que nos transportam ao seu universo, onde  retratam sua história e cotidiano, como uma simples ida ao mercado da cidade e até mesmo à caça das formigas.

Lançamento do livro Dona Brazi, em novembro de 2013. ( Foto: Divulgação)

Lançamento do livro Dona Brazi, em novembro de 2013. ( Foto: Divulgação)

A edição é bilíngue, em português e inglês, e além desse registro cultural sobre os costumes do interior do Amazonas,  traz receitas de comidas típicas como Piraíba ao molho de pequiá, pudim de açaí e mais um monte de pratos  que eu fico pensando “como é que eu nasci e moro no Amazonas e ainda não comi  isso?!”  Pois é com mais ou menos com essa sensação de água na boca que  Dona Brazi – Cozinha tradicional amazônica deixa o leitor submerso em uma imensa vontade de experimentar as iguarias amazônicas, sentir o cheiro do tucupi refogando e, como bem argumentou Alex Atala, não apenas cataloga uma parte da nossa cultura, mas também deu vida ao desejo de conhecer cada vez mais esse pedaço do Brasil tão pouco explorado por muitos brasileiros.

Confira abaixo uma prévia do livro e aproveite para assinar nosso canal no Youtube.

Dona Brazi – Cozinha tradicional amazônica

Título: Dona Brazi
Subtítulo: Cozinha Tradicional Amazônica
Autor: Maria da Paz Trefaut
Editora: BEI
Edição: 1
Ano: 2013
Idioma: Português, Inglês
Especificações: Brochura | 256 páginas
ISBN: 978-85-7850-083-2
Peso: 790g
Dimensões: 226mm x 170mm


OI! JÁ QUE VOCÊ TERMINOU DE LER ESSE POST, SHANTAY, YOU STAY E SIGA O BLOG AQUI TAMBÉM:

FACEBOOK   INSTAGRAM    YOUTUBE    GOOGLE   SNAPCHAT   PERISCOPE  TSU

Feed
Translate »