4 min read

A batata em espiral do Arraial do CSU é uma delícia

3 Batata em espiral: escolhi o tempero de ervas finas com molho de catupiry e cheddar . Foto: Dirce Quintino

Apesar de ter atrasado cerca de dois meses para ser realizada, a 34a edição do Arraial do CSU do Parque 10 trouxe, como de costume, uma programação que  tem como principal atração a apresentação de danças folclóricas. Mas o que atrai mesmo o público não é nada disso, porque o que o povo quer ver, ou melhor, o que o povo quer é comer. E muito.

No ultimo sábado, consegui ir ao Arraial justamente para isso. Com um almoço tímido na barriga, me desloquei até o Arraial  já com o intuito de voltar rolando pra casa. Mas por onde começar tendo tantas opções à minha volta? Fiquei um pouco perdida e acabei seguindo os conselhos de uma amiga que bate ponto no Arraial há mais de 20 anos: Dayana. Como eu estava com muita fome, Dayana recomendou que eu comesse logo um prato completo  na Barraca da Dilene Buffet, que é comandada por umas senhoras que tem aquela cara meio parecida com a da Palmirinha e isso já deixa  a gente imaginando que a comida é boa.  Indo além da imaginação, o prato de R$ 15,00 realmente valeu a pena  e atingiu o objetivo de matar a minha fome, pois vem bastante comida, mais exatamente vatapá, arroz, farofa, maionese, churrasco, pirarucu à casaca e um creme meio parecido com bobó de camarão que, infelizmente, não recordo o nome agora.

Prato completo ideal para quem quer tirar a barriga da miséria . Foto: Dirce Quintino

Prato completo ideal para quem quer tirar a barriga da miséria. Foto: Dirce Quintino

Devidamente satisfeita, continuei seguindo a dica da Dayana para experimentar a tal batata assada. Imaginei que fosse parecida com aquelas batatas que são assadas e jogam um molho por cima, mas na verdade  era uma batata em espiral frita, vendida na barraca  Spiro Papa.  Vendendo exclusivamente esta iguaria, a barraca tem atraído dezenas de pessoas dispostas a esperar quase 30 minutos para experimentar a bendita batata e o impressionante é que a espera vale a pena. O “segredo” do sucesso é simples. Depois de ser espiralada em uma máquina, a batata inglesa é mergulhada numa mistura de leite, alho torrado e salsa, para em seguida receber uma camada de trigo e farinha de mandioca e após esse preparo, é levada à oleo quente, onde é frita aproximadamente por três minutos.

Preparo da batata em espiral

Preparo da batata em espiral.  Foto: Dirce Quintino

Após frita, o cliente pode escolher um tempero (parmesão, ervas finas, calabresa, cheddar ou picanha) e dois molhos (catupiry, cheddar, catchup, maionese ou mostarda) para acompanhar a batata. O resultado dessa mistura são crocantes rodelas que mesmo finas ainda conservam a textura cozida em seu interior. Com o custo de apenas R$ 5,00 consegui saborear uma das agradáveis surpresas que o Arraial revelou esse ano.

Batata em espiral: escolhi o tempero de ervas finas com molho de catupiry e cheddar . Foto: Dirce Quintino

Batata em espiral: escolhi o tempero de ervas finas com molho de catupiry e cheddar. Foto: Dirce Quintino

Quem quiser conferir essa e outras guloseimas que o Festival oferece, tem até o dia 31 de agosto para comparecer ao Centro Social Urbano do Parque 10, zona centro sul de Manaus.


OI! JÁ QUE VOCÊ TERMINOU DE LER ESSE POST, SHANTAY, YOU STAY E SIGA O BLOG AQUI TAMBÉM:
FACEBOOK   INSTAGRAM    YOUTUBE    GOOGLE   SNAPCHAT   PERISCOPE 

Feed
Translate »